• Lava_jato_dois_amigos_big
  • Chaveiro
  • Fernandes
  • Sobralnet
  • Lojão Pessoa 20 Anos
  • Larbos_GRANDE_0
  • Dra Virginoa
  • Nova_FIT
  • Mil_Opções_Biju_GRAND
  • Stenio Motos
  • Salão Dade Grande
  • Preferida

Ceará

HOSPITAIS ENFRENTAM TRANSTORNOS NA CAPITAL

0desab

Parte do teto de uma sala do HGF desabou durante a madrugada; Gonzaguinha teve corredores alagados

 

A chuva intensa na Capital causou transtornos a pacientes que recebiam cuidados médicos, ontem, no Hospital Geral de Fortaleza (HGF) e no Gonzaguinha do José Walter. Parte do teto de uma sala do HGF desabou durante a madrugada. Já o Gonzaguinha enfrentou problemas por conta de alagamentos.

 

Embora o desabamento de parte do teto da Sala de Estabilização do Hospital Geral de Fortaleza, durante a madrugada de ontem, não tenha deixado feridos, goteiras na ala da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) atingiram os pacientes.

Segundo a direção da unidade de saúde, uma calha entupiu e a água da chuva se acumulou no forro de gesso, que cedeu por volta das 2h. Cinco pessoas estavam na sala, que faz parte da linha vermelha, para onde são direcionados os pacientes em estado crítico do hospital. Outra sala, logo ao lado - onde sete pessoas estavam recebendo cuidados médicos - foi evacuada por precaução.

 

O gerente clínico da emergência do Hospital Geral de Fortaleza, Walter Miranda, afirmou que duas pessoas morreram na sala durante a noite, mas os óbitos não estariam relacionados com o incidente das chuvas.

 

De acordo com um médico que preferiu não se identificar, todas as cirurgias eletivas foram suspensas na unidade de saúde. Em nota oficial, a direção do hospital negou a informação, afirmando que apenas a parte onde aconteceu o desabamento, a sala ao lado e a emergência foram interditadas, mas que os setores de cirurgias, de AVC, de marcação de consultas e de realização de exames estão funcionando normalmente.

 

Atendimento

 

Segundo o gerente clínico do HGF, Walter Miranda, pacientes foram orientados durante todo o dia de ontem a procur ar a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Praia do Futuro e demais unidades da rede estadual de saúde para atendimento de emergência.

Acompanhantes dos pacientes internados nas salas evacuadas reclamavam na porta do hospital, afirmando que não tinham informações de para onde seus parentes haviam sido levados. A assessoria de imprensa do HGF declarou que os enfermos foram transferidos para áreas internas do hospital.

 

A direção do hospital afirmou que, desde a madrugada, engenheiros da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) estão no local para avaliar dos danos e planejar melhorias no setor. Segundo a direção, toda a área será vistoriada para corrigir problemas estruturais e evitar outras ocorrências desse tipo.

 

Inundações

 

O Hospital Gonzaguinha do José Walter também sofreu problemas por conta da chuva intensa. Funcionários registraram corredores alagados, salas inundadas e pacientes com os pés debaixo d'água. Alguns funcionários flagraram até mesmo baratas pelos corredores.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou, por meio de nota, que o Hospital Distrital Gonzaga Mota do José Walter (Gonzaguinha) teve problemas com infiltrações e goteiras, mas foram enviados servidores, ontem, para averiguar a situação e providenciar as ações necessárias para solucionar o problema. A SMS também garantiu que uma equipe composta por engenheiro e eletricista já estava trabalhando no Hospital.

0desab2

0desab3

0desab4

 

 

Clique aqui e veja o artigo completo;

Diário do Nordeste. 

  • Regina Cabelereira
  • Nova_FIT_2
  • Salão Dade Médio
  • Lava_jato_dois_amigos_medio
  • Virginia 2
  • Nova_FIT_1
  • Mil_Opções_Biju_MÉDIO
  • Larbos_MÉDIO

 

larbos

 

 

 10551781 672422606177722 410294415 n

reginacabe

 

 

sobralnmid